Com a publicação dos extratos orçamentários referente ao primeiro quadrimestre de 2017, mostra uma realidade bem diferente da “choradeira” dos prefeitos que sempre alegam que falta recursos públicos para administrar, conforme dados abaixo de alguns Municípios do Rio Grande do Norte:

– Alexandria – R$ 10.840.644,69
– Apodi – R$ 18.606.111,18
– Bento Fernandes – R$ 4.924.662,12
– Bom Jesus – R$ 6.578.324,97
– Caraúbas – R$ 11.383.916,32
– Encanto – R$ 4.676.480,85
– Florânia – R$ 10.840.644,69
– Itau – R$ 4.618.375,00
– Japi – R$ 4.281.802,78
– Jose da Penha – R$ 4.619.959,30
– Monte das Gameleiras – R$ 3.61203802
– Ouro Branco – R$ 4.668.975,12
– Pedro Avelino – R$ 5.019.727,49
– Pureza – R$ 6.369.731,26
– Santo Antonio – R$ 13.106.618,43
– São Fernando – R$ 3.291.961,77
– São Miguel – R$ 10.542.382,12
– São Tomé – R$ 6.874.801,92
– Senador Georgino Avelino – R$ 4.263.650,60
– Serra Negra do Norte – R$ 5.494.261,62
– Serrinha – R$ 5.364.113,75
– Sítio Novo – R$ 4.331.139,00
– Tangará – R$ 9.359.169,70
– Tenente Laurentino Cruz – R$ 4.847.823,52
– Tibau – R$ 13.115.411,62
– Vera Cruz – R$ 7.442.161,87

Do Blog Robson Pires.

Publicidade: