Polícia Militar prende quatro homens armados e com colete balístico em Extremoz

0

IMG-20141031-WA0032-870x418

Quatro homens, fortemente armados, foram presos na tarde desta sexta-feira, 31, na cidade de Extremoz, região metropolitana de Natal,.

De acordo com o Capitão Couceiro, comandante do Pelotão, foi por volta das 15h a guarnição do 11º Batalhão abordou quatro homens que estavam transitando em um veículo tipo Corsa classic de cor branca, na entrada da cidade. Durante a abordagem, foi encontrado com eles dois revólveres calibre 38 municiados, um colete balístico e uma pistola .40 de uso restrito da Polícia Militar.

Os ocupantes, disseram que estariam indo assaltar uma construtora e depois iria executar um desafeto. Os quatro homens, de maior de idade, estão nesse momento na Delegacia Distrital de Polícia Civil da cidade para serem autuados.

Fonte: Portal 190rn.com

‘Dilma Rousseff tem dois meses para mudar o estilo de governar’, avisa Alves

0

uyoy8o6o66o

Na primeira semana depois das eleições, o Congresso Nacional deu um claro recado à presidente reeleita Dilma Rousseff (PT): derrubou o decreto bolivariano que criava conselhos populares em órgão públicos, convocou ministros e a presidente da Petrobras, Graça Foster, para prestar esclarecimentos em comissões e ensaia desengavetar propostas que causam dor de cabeça ao Planalto, como o chamado Orçamento Impositivo. Para Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente da Câmara dos Deputados, Dilma precisa saber “conversar e “compartilhar mais” já nos próximos dois meses, quando encerra seu primeiro mandato. “Não pode ser como vinha sendo: o PT escolhendo o que quisesse, principalmente os melhores ministérios, e deixando o resto para os outros. Não pode e não deve ser assim. A presidente Dilma tem dois meses para provar que as coisas não vão ser assim”, afirmou. Depois de onze mandatos na Câmara, Alves foi derrotado na disputa pelo governo do Rio Grande do Norte e ficará sem mandato em janeiro. Nos últimos dias, seu nome passou a figurar na bolsa de apostas do futuro ministério de Dilma, o que ele descarta. Mas, como reza o anedotário político de Brasília, quando se quer um cargo de ministro, o melhor a fazer é dizer justamente o contrário – diz a máxima que, a partir daí, seu nome passará ser lembrado constantemente. Leia a entrevista ao site de VEJA.

Como o senhor viu o apoio de Lula ao seu adversário Robinson Faria (PSD) na disputa ao governo do Rio Grande do Norte? Eu fui surpreendido. O Lula nunca tinha visto o Robinson na vida dele. Esqueceram de avisar que o Robinson que ele apoiou neste ano é o mesmo que há quatro anos ele gravou contra. Se amanhã passar do lado, acho que o Lula nem o reconhece mais. Enquanto eu era líder do PMDB, sempre que havia uma votação importante, o Lula me chamava para conversar e para negociar. Agora, ele grava uma entrevista em um formato de bate-papo elogiando o Robinson, dizendo que ele ia mudar o Rio Grande do Norte. Isso foi decisivo [para a derrota], foram muitas inserções ao longo de vários dias.

O senhor chegou a procurar o PT pedindo que as gravações não se repetissem no segundo turno? Eu procurei o Michel Temer, que na hora telefonou para o Lula pedindo para que não gravasse mais. Tudo bem que a chapa do Robinson estava com o PT para o Senado, mas no plano nacional eu estava com a Dilma. Depois que pedi para pararem, foi quando usaram as propagandas desbragadamente. O Lula não deve ter feito nenhum gesto para pararem de usar. O Temer também procurou o Rui Falcão, mas não adiantou. Ficou uma coisa muito constrangedora. O Lula ia lá toda hora e classificava o outro candidato como a mudança. Mas sou eu que o conheço, eu que o ajudei, que fui o seu parceiro.

Então como fica a relação entre o PT e o senhor depois destas eleições? A Dilma teve outro comportamento. Eu disse que ela poderia ir lá no Estado que todos estaríamos ao lado dela. Mas também disse que ia entender se ela achasse melhor não ir, e ela realmente não foi. Não tenho nada a reclamar dela. Mas, com o Lula, eu vou fazer o quê? Tem de ter maturidade e experiência para virar essa página. Eu reconheço que a participação dele foi muito importante para o resultado eleitoral. Mas, com ressentimentos, ficamos menores. E eu não quero ficar menor com isso.

A derrubada do decreto de Dilma foi um troco ao PT? Essa afirmativa é desinformação ou má-fé. Essa matéria aguardava votação há três meses. Eu decidi pautá-la, fiz um pronunciamento defendendo que o decreto era inconstitucional, tentei diversas vezes que o Aloizio Mercadante o retirasse e apresentasse um projeto de lei com urgência. O que nós queríamos era tirar a vinculação dos conselhos à Presidência da República. Toda votação que se abria, a oposição começava a obstruir enquanto não pautasse o decreto. Na hora que deu para ser votado, a obstrução do PT não teve jeito. Se já era meu desejo que ele fosse votado e derrubado e a pressão estava grande, não teve como ser diferente. A Câmara ia ficar em um impasse sem votar nada? Mas isso não tem nada a ver com situação nenhuma. Eu já falei com a Dilma, dei parabéns pela eleição, e ela sequer tocou neste assunto. A presidente ainda disse que na próxima semana, quando voltar de viagem, gostaria de falar comigo porque ia precisar muito da minha ajuda.

O que o senhor acha que tem de mudar na relação entre Executivo e Legislativo no novo governo? A Dilma nunca foi parlamentar e nunca passou nesta Casa, como todos os outros presidentes passaram e sabem das tensões que temos aqui, da necessidade de dar respostas. Ela exerceu uma função gerencial e se tornou presidente da República. Eu acho que ela precisa conversar mais. Quando convencer, muito bem. Quando não, ser convencida. Acho que ela vai partir para isso, para um modelo diferente do primeiro mandato. Até porque antes ela tinha um contexto eleitoral muito favorável, mas agora não, está dividido. E aqui, pelo radicalismo da campanha, é um prato cheio para o Aécio, porque as coisas vão se tornar ainda mais radicais. Mais do que nunca vai exigir a colaboração do PMDB e ela própria vai ter de conversar mais com o setor produtivo, com representantes empresariais, com o setor sindical e com parlamentares.

Este ano foi marcado por tensões entre a bancada do PMDB e o Planalto. O que o Michel Temer disse sobre o novo governo depois da reeleição? Nada. Mas agora a situação é outra. De fora da janela do Palácio do Planalto há um país dividido. E tem de se ter muito cuidado para que amanhã não haja uma crise. Agora tem de se calçar a sandália da humildade. A Dilma, na reta final das eleições, quando precisou da ajuda do Nordeste, recorreu ao Lula. Até então quase não se via o Lula participar das eleições, ele estava mais focado na disputa de São Paulo. A Dilma tem de compartilhar mais, de participar mais. Não pode ser como vinha sendo, o PT escolhendo o que quisesse, principalmente os melhores ministérios, e deixando o resto para os outros. Não pode e não deve ser assim. A Dilma tem dois meses para provar que as coisas não vão ser assim.

Qual o caminho natural para a presidência da Câmara? Antes uma aliança entre o PT e o PMDB era importante porque juntava muitos votos e quase conseguia maioria. Era um rodízio que se impunha por serem as duas grandes bancadas da Casa. Agora mudou a configuração e essas duas legendas não fazem 140 votos. O fato de elas se entenderem não é nenhuma garantia de que farão o presidente da Casa. Deve-se buscar o candidato que repete o sentimento da Casa, da independência, que procure angariar apoio tanto da base quanto da oposição. Há, hoje, um PMDB que não votou em Dilma. Nessa configuração confusa e muito dividida, acho que o discurso vencedor vai ser de quem falar pelo Parlamento. Eu acho inevitável que o PMDB procure a todos, oposição e governo, e caracterize o discurso de Parlamento.

Há hoje um nome alternativo ao Eduardo Cunha? Não. Ele é a indicação da bancada. O Eduardo tem credibilidade, é respeitado pelos parceiros, pelos adversários e cumpre acordos. É um nome muito forte.

O senhor está na Câmara há 44 anos. Está preparado para não viver mais essa rotina?Preparadíssimo. Eu passei a minha vida inteira morando em hotel sozinho, passava dois ou três dias com a família e viajava. Imagine o que é pegar um avião toda terça e quinta ao longo de todo esse tempo. Agora eu estou preocupado com a minha qualidade de vida. Eu tenho uma empresa de comunicação e vou ficar no comando do PMDB do meu Estado. Continuo na política. Mas quero ter mais qualidade fazendo o que eu gosto.

E a possibilidade de assumir algum ministério? Muitos querem que eu fique em Brasília. Há pressão nesse sentido pela experiência que eu tenho aqui. Eu poderia ficar fazendo um meio de campo entre o Michel Temer e o Eduardo Cunha. Mas a indicação que eu tenho agora é ter uma qualidade de vida melhor.

Então o senhor descarta tornar-se ministro? Descarto. Qualquer ministério. Ministério é pior, porque a gente tem de estar aqui de segunda a sexta. A política sacrifica muito a família. Eu tenho dois filhos que quase não vejo. A gente começa a ver que o tempo está passando e está perdendo algumas oportunidades. Então há coisas que vêm pelo bem. Eu tenho um jornal, uma TV e vou ter participação política, mas vivendo com mais estabilidade.

Quem poderia ser capaz de fazer esse meio campo e melhorar o diálogo com o Parlamento? O Jacques Wagner, ex-governador da Bahia, é uma boa pessoa. Ele é experiente, competente, malandro. Eu acho que ele vai para Relações Institucionais. A Dilma não pode mais correr riscos. O país está dividido.

Fonte: Veja

Fátima Bezerra diz que é hora de “paz e união entre os brasileiros”

0

Fátimacâmara

A deputada federal Fátima Bezerra fez um pronunciamento no plenário da Câmara dos Deputados e destacou as críticas nas redes sociais sobre os nordestinos.

“Infelizmente, com o resultado da eleição, vimos uma chuva de massacre nas redes sociais, sobretudo contra a população da região Norte e Nordeste. Essas pessoas, por mais de 500 anos, foram esquecidas pelos governantes e com a chegada de Lula e Dilma viram mudar sua realidade”, comentou a deputada.

Fátima observou ainda que, com tristeza, pôde ver brasileiros empenhados em dividir o país, outros dirigindo calúnias e difamações e alguns promovendo discursos preconceituosos, sobretudo contra o Nordeste. Ela destacou que a presidenta Dilma foi reeleita com mais de 54,5 milhões de votos, sendo 54,82% das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste; e 45,08% das regiões Norte e Nordeste, onde Dilma ganhou em todos os estados.

“Por isso, eu tenho muito orgulho do meu povo nordestino por ter dado uma lição de sabedoria política e ter contribuído para evitar o retrocesso no país. Menos ódio, por favor!”, disse

TCE aponta sobrepreço em estruturas usadas na Arena das Dunas na Copa

0

estruturas-temporarias1

O Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte determinou a suspensão dos pagamentos das empresas fornecedoras das estruturas temporárias usadas na Arena das Dunas durante a Copa do Mundo de 2014 em Natal. O Pleno do TCE concedeu uma medida cautelar para que o Departamento de Estradas e Rodagens (DER) limite os pagamentos a R$ 5,3 milhões e R$ 1,2 milhão, valores identificados como superfaturados.

O TCE também constatou a execução parcial e inexecução de itens do acordo feito entre empresas e governo. A análise do tribunal mostra que dos 40 equipamentos de raio-x previstos, apenas 29 foram identificados e que dos sete mil metros quadrados de piso plástico em rolo descritos, só três mil metros quadrados foram utilizados. Já as bases de concreto para apoio de catracas, raio-x e M&B, além de postes, sequer foram executados, segundo o TCE.

O voto do conselheiro relator Carlos Thompson Costa Fernandes foi acompanhado pelos conselheiros Adélia Sales, Renato Costa Dias, Francisco Potiguar e Gilberto Jales. A decisão do conselheiro Carlos Thompson, em caráter liminar, atendeu ao pedido do Ministério Público de Contas e do Ministério Público do Rio Grande do Norte para inspeção na execução de três contratos elaborados com Regime Diferenciado de Contratação para instalação de estruturas temporárias para a Copa do Mundo.

O Ministério Público de Contas e Ministério Público do RN alegam que a contratação das estruturas temporárias foi realizada com diversas irregularidades. As empresas negaram o superfaturamento.

Fonte: G1/RN.

Rendimento médio das mulheres é maior que o dos homens em 37 municípios do RN

0

Apesar de serem mais instruídas e de maior presença no mercado de trabalho, as mulheres ainda ganham menos que os homens e este quadro evoluiu lentamente na década passada. No Brasil, a razão entre o rendimento médio das mulheres ocupadas em relação ao rendimento dos homens ocupados era de quase 68%, informa o estudo “Estatísticas de Gênero – Uma análise dos resultados do Censo Demográfico 2010″, produzido pelo IBGE em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres e a Diretoria de Políticas para Mulheres Rurais e Quilombolas do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

No Rio Grande do Norte, essa relação está um pouco acima da média nacional. Em 2010 a mulheres ganhavam, em média, 69,4% do que recebiam os homens. Em 2000 essa relação era de 68,04%. E mais: em 37 municípios potiguares, as mulheres ganhavam mais que os homens.

O estudo constata que o rendimento médio da população ocupada aumenta com a idade para ambos os sexos, assim como a desigualdade de rendimento por sexo. “Em média, as jovens de 18 a 24 anos de idade recebiam 88,0% do rendimento dos homens, enquanto as mulheres de 60 anos ou mais de idade apresentavam um rendimento equivalente a 64,0% do rendimento dos homens nesta faixa etária. O elevado percentual de mulheres como empregadas domésticas (15%) e uma taxa de formalização mais baixa no mercado de trabalho explicam, em parte, a característica de menor rendimento do trabalho das mulheres, apesar de elas apresentarem um nível de instrução mais elevado.”

O estudo indica que a paridade do rendimento das mulheres melhora nos pequenos municípios, onde as oportunidades de empregos privados são pequenas e as aposentadorias e pensões têm peso importante na economia local. Em 2010, o rendimento médio das mulheres era maior que o dos homens em 37 municípios do RN. Com exceção de Macaíba e Goianinha, os demais têm menos de 12 mil habitantes. Em Pedra Preta o rendimento médio delas era 37,8% maior que o dos homens; em Goianinha 28,4% maior; em Janduís 22,3% e em Boa Saúde 22,3%.Em Natal, as mulheres ocupadas ganhavam 74,2% dos que recebiam os homens; em Mossoró 71,8% e em Parnamirim 63,1%. A pior relação era em Currais Novos, um pouquinho mais da metade (57,7%).

RIO GRANDE DO NORTE

Municípios em que as mulheres ganham mais que os homens

Pedra Preta…………137,8

Goianinha……….128,4
Janduís…………..122,8
Boa Saúde…………..122,3
Pilões………….115,6
Campo Grande……..115,2
Lajes…………..114,8
Passagem……….114,6
São Bento do Norte……114,4
Taboleiro Grande………..113,6
Afonso Bezerra……..112,4
Major Sales……….111,9
Lagoa de Velhos…………109,5
Pendências……….109,1
Bom Jesus………..109,0
Ouro Branco………….107,2
Ielmo Marinho…………106,9
Pedra Grande…………106,3
Olho-d’Água Borges…….105,4
Riacho de Santana………104,9
Tibau do Sul……….104,8
Viçosa…………..104,7
João Dias…………..104,2
Rafael Fernandes………..104,2
Macaíba…………104,1
São Bento do Trairí……….104,1
Pureza…………..103,9
Caiçara do Rio do Vento…….103,8
Ipueira…………….103,8
Bento Fernandes………103,0
Sítio Novo…………….102,6
Ipanguaçu…………….102,1
José da Penha……101,4
Lagoa Nova……101,0
Venha-Ver……101
Riachuelo……100,9
Caiçara do Norte……100,4

Fonte: Tribuna do Norte.

TSE determina retorno de Dibson Nasser a Assembleia do RN

0

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu, na sessão desta quinta-feira (30), liminar para o imediato retorno de Dibson Antônio Bezerra Nasser, eleito em 2010, ao cargo de deputado estadual no Rio Grande do Norte. A liminar vigora até o julgamento de recurso especial pela Corte.

Relator da ação cautelar apresentada por Dibson Nasser, o ministro João Otávio de Noronha deferiu a liminar, por considerar que o candidato deve permanecer no cargo até que o TSE aprecie o recurso contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) contra o parlamentar. Por essa razão, o ministro suspendeu os efeitos do acórdão do Tribunal Regional.

Na ação contra Dibson, um de seus correligionários foi acusado de supostamente conceder benefícios previdenciários no município de Areia Branca (RN), com a finalidade de obter votos para o candidato.

Dibson Nasser foi eleito em 2010 deputado estadual e permaneceu no cargo por dois anos, quando foi cassado. O primeiro suplente, José Adécio, estava no cargo há um ano e meio, quando foi retirado pela decisão liminar do ministro João Otávio Noronha. Dibsson Nasser reassumiu a vaga no dia 4 de julho por determinação do plenário do TSE. No dia 28 de julho José Adécio voltou a ocupar a vaga de deputado por determinação do TSE. Agora, Dibson retorna novamente a ocupar a cadeira na ALRN.

Robinson Faria vai anunciar equipe de transição na próxima segunda-feira

0

noticia_117812

O governador eleito Robinson Faria (PSD) vai anunciar a equipe de transição na próxima segunda-feira (3). Um dos nomes já cogitados para compor a equipe é o da advogada e ex-consultora geral do Estado Tatiana Mendes Cunha.

Adriano Gadelha, assessor direto da senadora eleita Fátima Bezerra (PT), deve ser o indicado do partido para fazer parte da equipe. O Partido dos Trabalhadores também terá outro representante na equipe de transição, que será o deputado estadual reeleito Fernando Mineiro.

O vice-governador eleito Fábio Dantas (PC do B) também vai fazer parte da equipe e será o coordenador.

Fonte: nominuto.com

PSDB pede à Justiça “auditoria especial” sobre resultado das eleições

0

26out2014---aecio-reconhece-derrota-em-discurso-cumprimentei-a-presidente-reeleita-e-desejei-a-ela-sucesso-no-seu-proximo-governo-o-maior-desafio-agora-deve-ser-unir-o-brasil-1414376707792_615x300

Na noite da última quinta-feira (30), o PSDB pediu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) uma “auditoria especial para fiscalização de todo processo eleitoral”, inclusive a totalização dos votos.

A ação, assinada pelo coordenador Jurídico Nacional do PSDB, deputado Carlos Sampaio (SP), pede que a criação de uma comissão formada por técnicos indicados pelos partidos políticos para a fiscalização dos sistemas da eleição.

Sampaio afirmou que não se trata de pedir uma recontagem dos votos, mas de buscar uma solução para evitar que teorias sobre fraude no processo continuem sendo alimentadas.

No documento, o PSDB alega que a diferença de três horas entre o encerramento da votação no Acre para os demais Estados, e a margem apertada de diferença na eleição presidencial, “são elementos que acabaram por fomentar, ainda mais, as desconfianças que imperam no seio da sociedade brasileira”.

No último final de semana, a petista Dilma Rousseff foi reeleita com 51,64% dos votos válidos, o equivalente a 54,5 milhões de votos, derrotando Aécio Neves, candidato do PSDB, que teve 48,36% da votação, ou, 51 milhões de votos.

O partido ressalta que tem “absoluta confiança” no tribunal, mas observa que a forma como o processo todo é feito “não têm se mostrado eficiente para tranquilizar os eleitores”. Segundo o partido, há desconfiança por uma parte considerável da população sobre a não intervenção de terceiros nos sistemas informatizados.

O PSDB requer à Justiça a análise de cópia dos boletins de urna de todas as sessões eleitorais do País; de documentos impressos ou manuscritos gerados; cópia dos arquivos eletrônicos que compõem a memória de resultados obtidas a partir dos dados fornecidos por cada seção eleitoral; arquivos eletrônicos detalhados, originais e completos, correspondentes à transmissão e ao recebimento de todos os dados de apuração; entre outros.

O TSE não havia se manifestado sobre a solicitação dos tucanos até a publicação dessa reportagem.

Leia abaixo a íntegra da nota:

“Foi com muita ansiedade que a nação brasileira aguardou o anúncio do resultado da eleição presidencial, em segundo turno, no último dia 26 de outubro. Enquanto aguardava, em todos os cantos deste País começaram a ser apresentadas denúncias sobre fatos ocorridos durante a votação, principalmente com relação à própria totalização dos votos.

Temos absoluta confiança de que o Tribunal Superior Eleitoral – TSE cumpriu seu papel, garantindo a segurança do processo eleitoral. Todavia, com a introdução do voto eletrônico, as formas de fiscalização, auditagem dos sistemas de captação dos votos e de totalização têm se mostrado ineficientes para tranquilizar os eleitores quanto a não intervenção de terceiros nos sistemas informatizados.

Diante deste quadro de desconfiança por parte considerável da população brasileira, o Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB decidiu apresentar ao TSE, no dia de hoje (30/10), um pedido de auditoria especial, por meio de uma comissão formada por pessoas indicadas pelos partidos políticos, objetivando a fiscalização dos sistemas de todo o processo eleitoral, iniciando-se com a captação do sufrágio, até a final conclusão da totalização dos votos.

Este pedido objetiva, acima de tudo, manter a confiança dos cidadãos brasileiros em suas Instituições e na nossa democracia, pois é este o elemento indispensável para que a legitimidade dos poderes constituídos seja preservada.

Reiteramos nossa confiança na Justiça Eleitoral. Portanto, o que pretendemos com essa medida judicial é garantir que todo e qualquer cidadão também possa ter a certeza de que nossos representantes políticos são, de fato, aqueles que foram escolhidos pelo titular da soberania nacional: o povo brasileiro”.

“PT ganhou nas urnas, mas não foi aprovado pela maioria da população”, analisa Felipe Maia

0

Felipe Maia por Sidney Lins Jr 02

A maioria da população brasileira está insatisfeita com o modelo de gestão do governo do PT. Essa é a avaliação do deputado federal Felipe Maia (DEM). Em discurso proferido na quinta-feira (30), na Câmara dos Deputados, o parlamentar comentou os números do segundo turno do pleito presidencial que garantiu a reeleição de Dilma Rousseff.

Da totalidade do eleitorado que votou no último domingo, cerca de 54 milhões de eleitores escolheram o atual governo. No entanto, mais de 58 milhões de pessoas, somando os votos recebidos pelo candidato Aécio Neves, os brancos e os nulos, mostraram seu descontentamento com a administração do PT. Para o deputado, as urnas deram o recado de que o povo quer mudanças na economia e serviços públicos de qualidade. “A sociedade quer menos Estado e mais gente. Quer infraestrutura, saúde, educação e segurança pública. Quer geração de emprego e renda e um crescimento maior que o pífio índice que teremos este ano”, enfatizou Maia.

O parlamentar ainda destacou sua preocupação com o clima de instabilidade enfrentado pelo setor produtivo brasileiro. “Temos um país que não cresce e um empresariado que não tem coragem de investir no chão de fábrica. Peço ao governo que não olhe para o segmento empresarial como inimigo, pois ele paga impostos e é o responsável por milhões de empregos que são gerados no Brasil, garantindo a renda de muitas famílias”, disse.

Felipe Maia concluiu seu pronunciamento ressaltando o envolvimento da população nessas eleições em que milhares de pessoas em todo o país foram voluntariamente às ruas pedir mudanças. “Esse ano vimos a população brasileira se mobilizando para pedir novos rumos ao país. As vozes dessas pessoas são ouvidas e têm ressonância no Congresso Nacional com a oposição para representa-los”, lembrou Maia.

Calendário: 2015 terá pelo menos 10 “feriadões”

0

Se neste segundo semestre de 2014 a maior parte dos feriados nacionais caiu em finais de semana, em 2015 o cenário será bem diferente, para a alegria dos trabalhadores e tristeza de parte do mercado. Quase todos os feriados nacionais cairão em segundas ou sextas-feiras. Outros, em terças ou quintas, quando acabam sendo “imprensados” e incluídos no feriado os dias que ficam entre a data de paralisação e o final de semana.

O comércio é o que sai mais prejudicado dessa história. Só no Rio de Janeiro, por exemplo, a estimativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) estima que o prejuízo é de R$ 370 milhões, por feriado de meio de semana. Já o setor de turismo não tem do que reclamar.

Contando apenas as datas comemorativas nacionais, 2015 terá 10 feriadões. Em alguns estados, como Rio de Janeiro, por exemplo, esse número pode chegar a 12, considerado feriados regionais.

Confira abaixo o calendário de feriadões de 2015 (considerando apenas datas nacionais):

FERIADOES

Governo ainda não sabe se cumprirá decisão judicial que obriga convocação dos 824 policiais militares

0

O Governo do Estado ainda não definiu se irá cumprir a decisão judicial que obriga a convocação dos 824 aprovados no concurso para Polícia Militar. “A Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social quer cumprir logo, mas o receio é o aumento das despesas de pessoal”, disse o procurador geral do Estado, Cristiano Feitosa. Se as nomeações fossem feitas hoje, o impacto na folha de pagamento seria de R$ 26,7 milhões, por ano.Segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, o limite prudencial de gastos com o funcionalismo é de 49% da receita corrente líquida, que é a soma da arrecadação abatidos os recursos provenientes das transferências constitucionais. “Atualmente, o Estado gasta 48,87% com pessoal, ou seja, já estamos no limite”, explicou o procurador-geral.

Fonte: Panorama Político/ TN.

Polícia Civil prende dois e apreende 19 armas em cidade do RN

0

joao-camara

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte apreendeu 20 armas de cano longo e prendeu dois suspeitos de posse e comércio ilegal de armas. As prisões e apreensões aconteceram nesta quinta-feira (30) em João Câmara, na região do Mato Grande.

De acordo com o delegado Nivaldo Floripes, um dos presos foi até a delegacia para prestar uma queixa, porém os policiais o identificaram como suspeito de estar fazendo disparos de arma de fogo na cidade.

O homem confessou que possuía uma espingarda de pressão adaptada para calibre 22 e que arma estava passando por manutenção em João Câmara. Com a informação, os policiais civis, com apoio da Polícia Militar, foram até uma oficina e encontraram 19 armas de fogo.

Os policiais apreenderam nove espingardas bate bucha, um rifle calibre 38 e nove espingardas de cartucho.

Fonte: G1/RN.

Loja USEPRATA em Santa Cruz é assaltada na tarde dessa quinta-feira (30)

0

useprata

Loja Useprata, localizada no bairro 3 a 1 próxima a capela em Santa Cruz, é assaltada mais uma vez.

Informações repassadas pela proprietária da loja, essa já é a terceira vez que a loja é assaltada, só que desta vez foi diferente, foram três elementos agiram tranquilamente e rápida, eles foram entrando e já anunciando o assalto e fechando a porta da loja e quem  chegasse na loja eles mandavam entrar e já tomando os pertences da vítima.

No total foram três clientes e uma funcionária da loja ficaram como refém e foram levados todos os pertences das vítimas e um notebook ,joias e outros bens e um valor em dinheiro não calculado ainda da loja; A funcionária da loja ficou em estado de choque e foi levada ao hospital Regional,logo após passado o pesadelo. Polícia foi acionada mais não se sabe o paradeiro dos elementos.

Veja imagens do assalto cedidas pela proprietária da loja: O assalto ocorreu as 14:50 minutos na tarde desta quinta feira dia 30.

assalto

Fonte: Blog do Heriberto Rocha.

 

ITEP identifica ossada como sendo do estudante raptado de escola em Parnamirim

0

ITEP

O Itep identificou a ossada encontrada em Macaiba, no último domingo (26), como sendo JOÃO MARCOS DE LIMA RIBEIRO. O estudante estava desaparecido desde o dia 16 desse mês, quando foi raptado em uma escola de Parnamirim.

Apesar do avançado estado de decomposição em que se encontrava o corpo, foi possível fazer a coleta das impressões digitais. “Nós fizemos uma incisão em um dos dedos, hidratamos a pele, e depois de coletada a digital foi feito o confronto com as marcas do registro civil dele”, disse a necropapiloscopista Rosely Costa.

Segundo o necropapiloscopista Francisco Caninde a identificação só foi confirmada depois de diversas comparações de pontos da digital. “São analisadas todas as marcas possíveis. É preciso um número razoável de coincidências para confirmar a identificação do cadaver”, pontuou.

Fonte: Portal 190rn.com

Robinson indica vice Fabio Dantas para coordenar a trânsição do novo governo

0

56I6I35IU32

O governador eleito do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), anunciará na próxima segunda-feira, provavelmente através de nota pública, a relação dos integrantes da equipe de transição do governo, que deverá ser coordenada, muito provavelmente, pelo vice-governador eleito, Fábio Dantas (PC do B), que já avisou que não será secretário de Estado para poder contribuir com o governo na condição de vice.

Será uma equipe reduzida, formada por quadros do PSD, PT e PC do B, além de membros do grupo responsável pela elaboração do plano de governo. Além de Fábio, a equipe de transição deverá ser integrada pela advogada Tatiana Mendes Cunha, que coordenou o plano de governo de Robinson, e indicados do PT.

Ao todo, a equipe deverá ter dez membros. A transição também será dividida em núcleos. A equipe estuda os meios de divulgação das informações à sociedade, o que poderá ser feito por meio de relatórios semanais, mensais ou quinzenais.

Fonte: Jornal de Hoje.

Fátima Bezerra busca mais recursos para Ufersa

0

20141029_152054

A deputada federal Fátima Bezerra (PT) acompanhou na quarta-feira (29), o reitor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), José de Arimatea de Matos, em audiência com o secretário executivo do Ministério da Educação (MEC), Luiz Cláudio e com o secretário de Educação Superior, Paulo Speller, para tratar da construção do campus da universidade em Assú, do Hospital Universitário em Mossoró e da liberação de mais recursos para complementação das obras em curso na instituição.

Em relação ao campus da Ufersa em Assú, o reitor informou que na próxima semana será aberto edital para contratação de docentes e que os recursos para obra estão assegurados no Orçamento Geral da União (OGU).

Para a deputada Fátima, que vem lutando em defesa da expansão e do fortalecimento da educação profissional e do ensino superior no estado, a reunião foi produtiva. “O campus da Ufersa em Assú é a maior conquista no campo educacional para o Vale do Açu e toda região, bem como a construção do hospital universitário em Mossoró. Este hospital, que terá 150 leitos, irá contribuir muito para o atendimento da população não só de Mossoró, mas também de toda região”, declarou.

“Não estuprei. Só fiz encostar, mas não penetrou”, confessa tarado

0

20141030_102716-480x418

Um jovem de 25 anos de idade foi preso sob acusação de estupro na cidade de Nísia Floresta na manhã desta quinta feira. Segundo informações da Polícia, o crime aconteceu na tarde da última quarta feira, na lagoa do Carcará, local onde a vítima – uma menina de 13 anos de idade – foi levada pelo suspeito.

A família informou que Ramon, o suspeito, teria abordado a criança na frente da escola onde ela estuda. Ainda segundo informações o suspeito teria levado a vítima até à lagoa do Carcará e lá teria cometido o ato sexual com a garota.

Ramon disse que sempre foi procurado pela menina, mas que, por sua vez, se recusou a ter qualquer relação sexual com a garota. Ramon disse ainda começou o ato, mas quando a menina tirou a roupa ele parou: “Não estuprei só fiz encostar, mas não penetrou”. disse.

A vítima contou que o suspeito obrigou-lhe a se despir. “Eu disse para ele que ainda era virgem, mas ele disse que não tinha nada a ver e colocou com toda força. Ele ainda depois queria me matar, mas eu pedi que ele não me matasse que eu queria ver meus irmãos crescer”, relatou a vítima.

Elinaldo Batista do Nascimento “RAMON” de 25 anos (suspeito) e vítima passaram por exames e se comprovado o estupro, será mais um processo para Ramon, pois o mesmo já foi preso por trafico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Fonte: Portal 190rn.com

Robinson destaca a participação popular na campanha em entrevista na Band

0

robinson-entrevista

A importância da participação popular na campanha ao Governo do Estado foi destacada pelo governador eleito para a próxima gestão no Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD) em entrevista na Band com Robson Carvalho nesta quinta-feira (30). “Nossa caminhada e nossa vitória foi feita pelas pessoas anônimas, professores, trabalhadores, profissionais da saúde, policiais que acreditaram no nosso projeto e foram para as ruas pedir votos para o nosso 55”, destacou.

Robinson relembrou que em muitos municípios, os dois lados – situação e oposição – estavam no palanque adversário, mas isso não alterou a vontade popular. “Enfrentamos dificuldade em municípios como Assú e Pau dos Ferros onde os dois lados (e as vezes até os três lados) estavam no outro palanque. Mesmo assim, as pessoas optaram pelo voto livre, pela liberdade de escolher e somos muito gratos a essas pessoas por acreditarem e exercerem a cidadania”, comentou Robinson. Durante a entrevista, o governador eleito falou ainda sobre equipe de transição e o governo técnico que pretende implantar no Rio Grande do Norte. “Reafirmamos nossos compromissos de fazer uma gestão técnica, voltada para a população”, justificou.

Sobre a relação com o governo federal, Robinson frisou a aliança com o Partido dos Trabalhadores (PT). “Essa nossa eleição foi vitoriosa em todos os sentidos: iremos trabalhar em parceria com os deputados estaduais, com os deputados federais, com a senadora eleita Fátima Bezerra e a presidente Dilma. Teremos uma parceria grande com a presidente Dilma contribuindo para as transformações sociais e econômicas que o nosso Rio Grande do Norte precisa”, comenta. A votação de Robinson e o seu vice-governador Fábio Dantas (PCdoB) no Rio Grande do Norte foi de 877.286 com participação dos partidos PSD, PT, PC do B, PP, PT do B, PEN, PRTB e PTC na coligação Liderados pelo Povo.

A partir do dia 2, celulares terão nono dígito em cinco estados

0

905168-telefone fixo 8

A partir do dia 2 de novembro, o número dos telefones celulares no Amapá (DDD 96), no Amazonas (DDDs 92 e 97), no Maranhão (98 e 99), Pará (91, 93 e 94) e de Roraima (95) terão acrescidos o dígito 9 à frente dos números atuais. O anúncio foi feito hoje (30) pela Agência Nacional de telecomunicações (Anatel).

A medida terá início à meia-noite (horário de Brasília) e abrangerá, 453 municípios: 16 no Amapá, 53 no Amazonas, 217 no Maranhao, 143 no Pará e 15 em Roraima. “Estamos dando sequência à padronização que fizemos com sucesso em São Paulo, no Espírito Santo e Rio de Janeiro” disse o presidente da Anatel, João Batista Rezende.

A fim de facilitar a transição, para os usuários, serão feitos comunicados pelos jornais, nos portais das operadoras, nas faturas de serviços e nas redes sociais. Também serão enviadas mensagens por SMS. Além disso, a Anatel disponibilizou em seu site uma cartilha detalhando como será o processo de transição.
De acordo com o superintendente de Obrigação e Recursos à Prestação da Anatel, Marconi Maya, é possível a ocorrência de instabilidades eventuais nos primeiros momentos de transição, no dia 2, mas não será significativo, que venha a dar problema para o consumidor.

Os números atuais, com oito dígitos, continuarão a funcionar por dez dias. “A chamada será completada durante um período de duplo convívio [dos números] até o dia 11 de novembro, mas sugerimos que priorizem os nove dígitos”, disse Maya.

A partir do dia 12 até 9 de fevereiro, chamadas feitas com oito dígitos serão interceptadas, e uma mensagem sonora informará sobre a necessidade de se colocar o 9 à frente do número.

“Fica a critério da operadora completar a chamada”, disse o superintendente da Anatel. Segundo a agência, ocorrem 20 milhões de acessos nessas áreas onde será feita a mudança. “Este nono dígito ampliará a oferta de números, já que beiramos os 270 milhões de acessos em todo o país”, explicou Rezende.

Está prevista para 31 de maio de 2015, a inclusão do nono dígito nos estados de Alagoas, Pernambuco, da Paraíba, do Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí. A partir de 11 de outubro de 2015 – será a vez de Minas Gerais, da Bahia e de Sergipe. Até o final de 2016, todo o território nacional terá o nono dígito, com a inclusão do Paraná, de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul, de Rondônia e do Acre, além da Região Centro- Oeste.

A Anatel informa que a medida demandará eventuais ajustes em equipamentos e sistemas privados como equipamentos de PABX e agendas de contatos. As operadoras prometem disponibilizar um aplicativo quer fará uma mudança automática nas agendas dos celulares.

A previsão para fazer as alterações na Região Norte é R$ 58 milhões. Em São Paulo foram necessários R$ 300 milhões em investimentos, e no Rio de Janeiro e Espírito Santo R$ 80 milhões.

Fonte: Agência Brasil.

Vivaldo Costa convida população para missa em ação de graças pelo seu aniversário

0

10390470_885477351462865_6458234169829128137_n

O deputado Vivaldo Costa, estará neste sábado (1º) mudando de idade. Como faz tradicionalmente, reunirá amigos, familiares e correligionários para assistir missa em ação de graças. A celebração acontecerá na Capela São Camilo do Lellis, no pátio do Hospital do Seridó, a partir das 18 horas. “Quero convidar a todos os meus amigos de Caicó, do Seridó e de todo o Rio Grande do Norte, para juntos agradecer a Deus e a Santana a vida, a saúde e a coragem que tenho de lutar”, contou.

 

Página 1 de 41012345...102030...Última »
   
Voltar ao Topo © 2014 - Blog Tangaraense. Desenvolvido por Arthur Pablo